Buscar notícia:
Principal   Seções   Campeonatos   CBJD   Colunas   Clubes   Vídeos   Institucional   Programação   Cadastre-se   Contato
 
 
SEÇÃO: Camp. Estaduais
Bom de físico e de cabeça no Atlético (MG)
04/03/2009 - 08:30 hs
 
O gol é o objetivo do futebol e até mesmo alguns goleiros se especializaram em marcá-lo nos últimos tempos. Para os atacantes, então, balançar a rede adversária chega a ser obrigação. Por isso, Éder Luís está de astral elevado, pois assim o fez por cinco vezes nos últimos seis jogos do Atlético, dois na goleada por 4 a 0 sobre o Uberlândia, sábado, no Mineirão.

Com isso, ele já é vice-artilheiro do Campeonato Mineiro. E, o mais importante, ajudou a equipe a conquistar bons resultados, que lhe garantiram antecipadamente a vaga na segunda fase da competição, pela qual volta a jogar sábado, às 16h, contra o Democrata, em Governador Valadares.

A torcida também comemora o fato de ele estar se entendendo cada vez melhor com Diego Tardelli, artilheiro do Galo na temporada, com 12 gols, sendo oito pelo Mineiro. Para o atacante, isso é fruto do trabalho. “Graças a Deus está dando certo e nossa dupla vem se entendendo. Estamos nos esforçando nos treinamentos e por isso não só as jogadas, mas também os gols, estão saindo. Vamos continuar trabalhando, pois temos muito a fazer ainda este ano”, afirmou Éder Luís, que marcou 27 gols em 113 jogos pelo Galo, média de 0,23 gols por partida.

Depois de defender as categorias de base do Comercial-SP, o jogador chegou ao Atlético para defender o time júnior, subindo para o profissional em 2007. Desde então, usa a velocidade para criar jogadas para os companheiros, mais do que marcar gols, como mostram seus números. Justamente por isso, ele não ambiciona a artilharia, mesmo que fique muito contente quando consegue marcar. “O mais importante para mim é o time vencer os jogos, independentemente de marcar gols ou não.”

No ano passado, Éder Luís foi emprestado ao São Paulo. Ele teve alguma dificuldade de se readaptar ao Atlético no início deste ano, mas contou com a compreensão do técnico Émerson Leão e agora já mostra novamente o bom futebol que os atleticanos se acostumaram a ver. Isso, porém, não o deixa satisfeito. “Ainda tenho muito a crescer e não pretendo me acomodar. Quero mostrar bem mais para a torcida e ajudar cada vez mais minha equipe”, declarou.

Nos últimos dois jogos, o treinador optou por escalar o Galo com mais um atacante. Com isso, coube a Diego Tardelli e, principalmente, a Éder Luís a tarefa de ajudar na marcação e também de armar as jogadas. Ele mostrou não ter sentido muito o novo posicionamento: deixou sua marca tanto diante do Rio Branco quanto contra o Uberlândia.

“Para jogar mais recuado, é importante estar bem fisicamente. Felizmente, me preparei bem e estou me sentindo em condições de cumprir as determinações”, argumentou Éder Luís.

Novidades
Como os demais jogadores, ele tem se preparado para o jogo com o Democrata, que considera uma das equipes mais fortes do atual Campeonato Mineiro. A novidade nos treinamentos esta semana foram as voltas do armador Renan Oliveira e do atacante Pedro Paulo às atividades com o grupo.

Um se recuperou de entorse no joelho direito, enquanto o outro está livre de contusão muscular na panturrilha. Porém, como ficaram um bom tempo inativos, dificilmente terão condições de jogar em Governador Valadares.

De qualquer forma, Leão comemora, pois vai, aos poucos, ganhando mais opções para montar a equipe alvinegra. Até a semana passada, ele chegou a evitar treinos coletivos por não ter atletas suficientes para montar duas equipes.

 
Fonte: Estado de Minas
 
 

Colunas
 
 
Coluna do BALEIA
 
Mudanças no mundo rosso
Veja todas as colunas deste colunista.
 
 
Coluna do BALEIA
 
#21- GP de Abu Dhabi-Ultimo ato
Veja todas as colunas deste colunista.
 
 
Coluna do BALEIA
 
Saideira aguada
Veja todas as colunas deste colunista.