Buscar notícia:
Principal   Seções   Campeonatos   CBJD   Colunas   Clubes   Vídeos   Institucional   Programação   Cadastre-se   Contato
 
COLUNA: BALEIA
Baleia


30/05/2019 - Quinta-Feira
Um dia disputado
 


A data de vinte e cinco de maio marcou a disputa de duas das maiores corridas do esporte automotor. Como acontece há anos há ultimo domingo de maio é o dia dos GP’s de Mônaco das 500 milhas de Indianápolis. Essa duas etapas mais as vinte quatro horas de Le Mans formam a gloriosa tríplice coroa.

Glamour. No principado fomos blindados com outra corrida sem emoções. É o mal de Monte Carlo. Apesar de ser a etapa de maior gloria no campeonato raramente nos últimos anos vemos uma corrida descente.

De Novo. Na etapa de 2018 vimos Ricciardo ganhar com um carro capenga, ou seja, com uma falha mecânica. Como o traçado não oferece condições de ultrapassar o australiano venceu com uma viatura manca. E neste ano a situação meio que se repetiu. Lewis venceu apesar de ter um carro sem condições para isso, com pneus desgastados em relação aos seus maiores oponentes, e isso por que simplesmente por que era o ponteiro.

Desigual. Max Verstappen tentou ser o algoz de Lewis porem, apesar de estar em melhores condições técnicas não conseguiu ultrapassar o inglês. Mas como Max é Max ele até que tentou. Mas numa condição meio que impossível. Mas tentou. Ao contrário de muitos do grid atual. Estranhamente Max tinha uma punição por sua equipe o liberar na saída dos boxes quase que simultânea a de Bottas que era o segundo até essa troca. Mesmo sendo mais eficiente a Red Bull foi penaliza. Vai entender esses fiscais de pista. Já que não tem disputas na pista as de boxes deveriam ser consideradas.

Repetido. Novamente vimos Valtteri Bottas dominar todos os treinamentos, porem na hora H, na classificação deu Hamilton. O finlandês certamente deve estar precisando de um acompanhamento psicológico. O inglesinho tem sempre uma carta na manga.

Consolação. Vettel com a punição de Verstappen conseguiu o segundo degrau do pódio. Bottas foi o terceiro. Uma posição injusta pelo desempenho que apresentou até sua sorte mudar. Verstappen ficou com o quarto posto. Gasly, Sainz Jr, Kvyat, Albon, Ricciardo e Grosjean completaram o top dez.

Piada. A Ferrari novamente conseguiu estragar o final de semana de Leclerc. Não foi a primeira vez nesta temporada. Porem desta feita o erro do Q3 é imperdoável. Nem a pior equipe do grip seria capaz de uma trapalhada destas. O mais chato é que tudo foi na casa do jovem piloto.

Oposto. A tradicional 500 milhas de Indianapolis foi uma corrida mais animada de assistir. Se bem que a também tradicional equipe Penske dominou desde inicio. Primeiro com Simon Pagenaud que também foi o pole. Nos finalmente vimos Newganden liderar. Depois foi o norte americano Alexander Rossi, para a alegria dos presentes. Rossi saiu de 9º e alcançou o segundo posto para disputar volta a volta a liderança com o francês Pagenaud.

Digerir. A grande torcida presente viu o francês se deliciar com o tradicional leite no pódio. A maior surpresa no final foi Takuma Satoque terminou no terceiro posto. Newgarden ficou com o quarto posto. Will Power fez o quinto e Ed Carpenter em 6º.

Os nossos. Toni Kanaan foi o melhor dos brasileiros e terminou com a nona posição. Leist terminou em 15º. Helio Castroneves, especialista em 500 milhas, sofreu uma punição por ter dado um toque em James Davison nos boxes. Terminou com decimo oitavo posto.

Difícil. O maior perdedor deste ano nas quinhentas milhas nem participou efetivamente da corrida. Fernando Alonso e a Mc Laren nem conseguiram classificar o carro para a corrida.

*O sonho do espanhol é a conquista da tríplice coroa é assim entrar para historia. Alonso sempre considerado como um senhor piloto, se viu depois de ser bi campeão em 2006, sempre perto do tri, 2007, 2010, 2011e 2013, porem nunca conseguiu. O destino e sua personalidade o afastaram desses títulos. Para Don Fernando falta essa vitória em Indianapolis. Mônaco e as vinte quatro horas de Le Mans ele venceu.

Um ótimo final de semana.


 
 
   
 

Colunas
 
 
Coluna do BALEIA
 
#14- GP DA ITALIA – A FESTA DA MASSA QUE ADORA MASSA
Veja todas as colunas deste colunista.
 
 
Coluna do BALEIA
 
#13 – GP da Bélgica – Uma festa contida
Veja todas as colunas deste colunista.
 
 
Coluna do BALEIA
 
Avaliação de verão
Veja todas as colunas deste colunista.