Buscar notícia:
Principal   Seções   Campeonatos   CBJD   Colunas   Clubes   Vídeos   Institucional   Programação   Cadastre-se   Contato
 
COLUNA: BALEIA
Baleia


13/05/2019 - Segunda-Feira
Nascimento de uma estrela
 


O sensacional mundial de motos realizou sua quarta etapa neste final de semana passado. E a etapa foi no travado circuito de Jerez de La  Fronteira. Dando inicio a primeira fase europeia desse mundial. E infelizmente vimos o fim do revezamento de vencedores.

   Surpresas. A classificação foi a tônica do final de semana. Pois algo raro aconteceu no Q2. Vimos a grata surpresa de um estreante da categoria conseguir a pole. E também uma situação quase incomum de ver uma equipe satélite se sair melhor que a equipe principal.

   Realidade. Desde os primeiros treinos vimos que a equipe principal da Yamaha tinha muitas dificuldades. Suas duas estrelas foram relegadas a participar do Q 1. Valentino Rossi e Maverick Vinales deram o sangue para se classificar para o Q2, porem apenas Vinalez conseguiu. Já os pilotos da SIC Petronas Yamaha  conseguiram a pole e o segundo posto.pela ordem Fabio Quartararo e Franco Morbidelli.

  Raro. È muito difícil ver um piloto de equipe satélite conseguir se classificar melhor que um  da matriz. E desta feita vimos os dois pilotos da SIC fazem os dois primeiros lugares da primeira fila. Zarco fez isso a pouco tempo, porem estava numa motocicleta de ano anterior que incrivelmente era melhor que a atual daquele dia. 

   No terceiro posto, um ser doutro mundo mais conhecido como M. Márquez. Que não conseguiu bater os moleques da equipe 2 da Yamaha. Porem estava por perto e atento. 

    A primeira Yamaha oficial só conseguiu o quinto posto na classificação com Maverick. Já a estrelíssima Rossi não conseguiu chegar ao Q2. Largou de décimo terceiro. Porem Rossi sempre foi um piloto de corrida e não de classificação. Mas desta feita foi muito ruim e estranho. Já que Valentino vinha sendo melhor que Vinales.

    Chato. Ao apagar das luzes vimos Quartararo largar com muita gana empinando sua motocicleta, apesar do controle de largada, e assim o demoníaco Márquez tomou aponta e nunca mais a deixou.

O ítalo brasileiro Franco Mordidelli se aproveitou da situação e numa manobra arrojada, se enfiou por dentro na primeira curva e superou os esfomeados que vinham por fora.

      Com Márquez na ponta Franco tentava seguir o ritmo do hispânico e assim seguiu por varias voltas e sempre com o espanhol conseguido abrir volta a volta. E chega um momento que Morbidelli se enrola e Fabio o ultrapassa e abre dos perseguidores tentando chegar em Márquez. Porem é traído pelo seu equipamento.

     Desci 1 sob outro.  Quartararo abandona e Morbideli vai perdendo rendimento porem ainda se mantém na pista, terminado com o sétimo posto. É o fim do sonho da equipe malauiana. Por outro lado as Yamahas oficiais forem crescendo durante a corrida. E assim vimos Vinales ser terceiro e Rossi sexto.

  Outra vez. Fora o desempenho eficaz de Márquez outro piloto que demonstrou mais vez um senhor rendimento foi Alex Rins com uma surpreendente Suzuki. Rins foi segundo partindo do da nona posição. Demonstrando que a vitória nos EUA não foi uma zebra. 

    Espiando. No quarto posto veio Dovizioso que sempre finge que não esta competitivo porem é um dos maiores candidato ao titulo no final da temporada. Na tabela do campeonato vemos Márquez com 70pts, Rins com 69, Dovi 67 e Rossi 61. Realmente um campeonato sensacional.

Programação do GP da Espanha

3º Treino - Sábado - 07:00 - Sportv 2

Classificação - Sábado-10:00 - Sportv 2

Corrida - Domingo - 10:10 - Globo

Ótimo final de semana.


 
 
   
 

Colunas
 
 
Coluna do BALEIA
 
#14- GP DA ITALIA – A FESTA DA MASSA QUE ADORA MASSA
Veja todas as colunas deste colunista.
 
 
Coluna do BALEIA
 
#13 – GP da Bélgica – Uma festa contida
Veja todas as colunas deste colunista.
 
 
Coluna do BALEIA
 
Avaliação de verão
Veja todas as colunas deste colunista.